Sebastião Santos cobra providencia de autoridades sobre a morte de animais e da destruição de áreas de preservação permanente do Estado de São Paulo